quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Olhares


Um pôr-do-sol sobre uma das muitas lagoas da Serra da Estrela

Pudim de coco

Este pudim de coco foi das primeiras coisas que experimentei dos blogs que visito,

E experimentei, porque sempre fui um bocado anti "pacotes", mas este pareceu-me interessante













Levar 1/2litro de leite ao lume para aquecer
Entretanto, bater 3 ovos, juntar 100 gr de açúcar, 1 pacotinho de pudim "El Mandarim" e 100 gr de coco.

Quando o leite começar a ferver adicionar a mistura dos ovos mexendo sempre até ficar bem misturado.


Deixar cozer 3 ou 4 minutos até a mistura começar a engrossar.

Verter o pudim para uma forma caramelizada e quando estiver frio colocar no frigorífico.


Fica um pudim fresco e não muito doce.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Caril de frango

Hoje resolvi inovar, fazer uma coisa completamente diferente do habitual e sem grandes fãs cá em casa CARIL.

Então seguindo os ensinamentos da minha colega moçambicana e utilizando um pó de caril vindo directamente de lá que ela me deu, fiz um caril de frango.

Piquei uma cebola média e três dentes de alho muito finhinhos e coloquei a alourar num bocadinho de óleo (não se usa azeite)depois meti lá dentro o frango sem peles e partidinho aos bocadinhos e uma batata média cortada aos cubinhos e um tomate grande bem madurinho congelado e só um borrifo de água.















Deixei cozinhar tudo um bocadinho e deitei então o caril, duas colheres de café e uma pitada de caril picante e uma pitada de raspa de gengibre fresco ralado

Deixei tudo a apurar em lume brandinho.

Acompanhei com arroz branco só aromatizado com um bocadinho de cebola e cravinho.

Sigam-me na minha página de facebook :)

Quiche de fiambre e cogumelos

Fiz esta quiche com fiambre, mas podia ter sido com salsichas, peixe ou outro ingrediente a gosto, porque para mim a base é sempre a mesma.

Uma cebola pequena picada a alourar num pouquinho de azeite e uma colher de sopa de pimento picadinho.

Juntei uma lata de cogumelos laminados, 200 gr de uma mistura de fiambre e mortadela cortada aos cubinhos que tenho sempre no congelador para qualquer eventualidade.

deixei tudo a saltear um bocadinho.


Depois bato um pacote de natas com 4 ovos e tempero com uma pitada de sal e pimenta e junto com o preparado do fiambre


Coloco uma base de massa folhada congelada na tarteira e deito dentro o recheio, polvilho com uma mistura de queijos ralados e vai para o forno a 200º durante meia horita e está pronta para comer.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Olhares


Fim de uma tarde bem passada neste fim de inverno.
O belo Mondego em pereira do campo

Folhadinhos de fiambre e queijo


Estes folhadinhos de fiambre e queijo foram feitos para aproveitar restos de massa folhada.

















Sobre uma placa de massa folhada já esticada, colocam-se fatias de fiambre e de queijo, enrola-se e corta-se ás rodelas vai ao forno e o resultado são estes folhadinhos que podem servir para petiscar de entrada

Caldeirada de cabrito

Ontem resolvi experimentar fazer caldeirada de cabrito, como cá em casa não somos fanáticos por esse bicho decidi inventar.

Temperei o cabrito logo de manhã, com sal, alho, louro e vinho branco.

Cortei uma cebola média de modo grosseiro e piquei uns quantos alhos, juntei azeite q.b. e o cabritinho partido aos pedaços. Coloquei no fogão, adicionei-lhe um tomate bem madurinho, a calda da marinada e toca a estufar uma horita.




Depois coloquei em camadas noutro tacho cebola, pimento, batatas, tomate e o cabrito já cozinhado, reguei com azeite, um bocadinho pouco de vinho e o pouco molho do cabrito.

Depois foi só deixar cozer e não ficou nada mal.


domingo, 17 de fevereiro de 2008

Sopa de Agrião

Então porquê uma sopa de agrião???

Faz-se exactamente como todas as sopas com a batatinha a cenoura a cebola a abobora et al....a gosto.
A diferença é que no fim de tudo triturado e na altura em que se junta o agrião junta-se também ovo cozido cortado aos cubinhos.

É essa a diferença sopa com ovo á moda da minha terra.

Entrecosto no Forno

Hoje fiz para o almoço um entrecosto assado que fica muito bom e é uma coisa que pouco se lembra. Comprei uma parte do entrecosto que tem mais carne, não é só a costela aquela mais própriapara grelhar.



Temperei de véspera com bastante alho esmagado, louro, sal, um bocadinho de colorau, sumo de limão e vinho branco.



Coloquei num tabuleiro largo com azeite e o molho da marinada, foi ao forno e a meio da assadura juntei á volta as batatinhas descascadas e polvilhadas col sal fino, colorau e alho em pó.



Acompanhei com uns grelinhos já que estamos na época deles

Bolo de Chocolate

5 Ovos
125 gr de açúcar
200 gr de chocolate em tablete
100 gr de manteiga
80 gr de farinha

Derreter em primeiro o Chocolate e a manteiga em banho maria e separar uma chávena de café deste molho.

Bater bem as gemas com o açúcar e juntar o chocolate derretido, por ultimo envolver a farinha e as claras batidas em castelo.

Coze em forno a 200º durante meia hora, em forma untada e polvilhada de farinha.
Retira-se desenforma-se e cobre-se com o chocolate que se reservou (se for necessário voltar a aquecer)
.

Peixe espiritual

Colocar 2 carcaças em pedaços numa tigela e deitar por cima 2dl de leite, de maneira a ficar bem embebido.

Cortar em pequenos pedaços cerca de 500gr de filetes de pescada (já descongelados) e reservar...



Picar uma cebola, dois dentes de alho e levar ao lume num tacho com azeite até a cebola alourar. Depois ralar 4 cenouras grandes e juntar à cebola, temperando de sal e pimenta.



Juntar os pedaços de peixe, envolvendo bem e deixar cozinhar durante alguns minutos (ir mexendo com a colher de pau de modo a que o peixe se vá desfazendo)


Juntar o miolo de pão embebido no leite e deixar cozinhar mais 2 minutos, envolvendo bem.




Por fim juntar um pacote de natas, rectificar os temperos e mexer bem para ficar tudo bem envolvido.


Deitar a mistura num tabuleiro e levar ao forno a 200º por cerca de 15 minutos, eu polvilhei com um bocadinho de queijo ralado
.

O aspecto final não parece nada mal e o sabor garanto que também não

Encontrei esta receita neste blog

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Semifrio de Iogurte com Frutos Silvestres

Para base faz-se a tradicional de bolacha
1 pacote de bolacha Maria

100 gr de manteiga sem sal

O substrato propriamente dito pode-se fazer com
150 gr de frutos silvestres congelados
200 ml de natas
4 folhas de gelatina
2 iogurtes naturais
açúcar q.b.

Comece por preparar o molho de frutos silvestres. Leve ao lume um tacho com os frutos silvestres ainda congelados, um pouco de água (50 ml) e açúcar a gosto (75 gr).Deixe ferver tudo em lume brando até a mistura ficar com a consistência de doce. Passe com a varinha mágica e deixe arrefecer.

Rale depois a bolacha Maria e junte a manteiga amolecida. Forre o fundo de uma tarteira com forma de mola com este preparado e reserve.

Bata 200 ml de natas com açúcar a gosto. Quando estiverem bem firmes junte 2 iogurtes naturais e 3 folhas de gelatina previamente demolhadas e derretidas.Coloque a mistura das natas na forma sobre a bolacha Maria e, sobre isto, deite a calda de frutos silvestres já fria, à qual previamente misturou uma folha de gelatina previamente demolhada e depois desfeita num pouco de água fervente.Leve ao frigorífico a prender e sirva bem frio.
Pode-se não juntar a gelatina à mistura de frutos silvestres e, depois de a colocar sobre a mistura das natas e iogurte, misturar grosseiramente com um garfo, de modo a ficar com um efeito marmoreado.

É indiferente o modo de apresentação - o sabor é o mesmo!

Esta receita tirei deste blog e é uma delicia

Bolo de maçã e nozes

Esta receita foi uma amiga que me deu e fica muito bom, muito aromático, saboroso, fofo e húmido q.b. este bolo.
Para além disso não fica muito doce, bom para dietas e diabéticos, em dia de festa todos podem pisar o risco um bocadinho.


Ingredientes:

3 Ovos
3 chávenas de Farinha c/ fermento
2 chávenas de Açúcar
1 chávena de óleo
1 chávena de nozes picadas
1 colher de Sopa de leite
1 colher de Sopa de vinho do porto
2 maçãs grandes

Preparação:

Bater bem os ovos com o açúcar, juntar a farinha o óleo (recuso-me a deitar 1 chavena de oleo onde quer que seja, por isso deito só meia e junto mais um bocadinho de leite), o vinho do porto as maçãs cortadas em juliana fina e por fim misturar as nozes envolvidas em farinha.
Vai ao forno em forma untada com manteiga e polvilhado com farinha e coze com ventilação em 40 minutos a 185º